Welcome to Media Brazil Forum, Bem-vindo ao Media Brasil Fórum, comunidade brasileira de suporte aos usuários do Kodi™ Entertainment Center. Doe ou subscreva e torne-se membro VIP Plus. Você sabia: Leia e Matrix Custom Plus, são instaladores personalizados para o sistema operacional Windows, baseado na tecnologia da Fundação XBMC®, das versões mais recentes do KODI Leia - 18.0 (32 e 64 bits) e Kodi Matrix - 19.0, com skin Aeon MQ 8 como default, suporta 3D MVC e HDR (8 e 10 bit), disponíveis para membros vips plus do fórum. KODI® está disponível para download de forma gratuita, tanto em nosso fórum, como na página oficial da fundação XBMC®. KODI™ is a trademark of the XBMC Foundation®. Não fornecemos conteúdos de qualquer natureza. que firam direitos de terceiros. MediaBrasil.tv Forum does not provide any media files itself. You either must own all audio and video files through a legal way or you can use the add-ons that can be found in the kodi.tv official repository. We will not assist or be held responsible for any way you obtain your media files.


Avaliação do Tópico:
  • 1 Voto(s) - 5 em Média
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
Review Zotac AD10
#1
Nota fixada 
Este é o mini-PC menor do mundo, com poderoso processador e placa de vídeo para reproduzir vídeos full hd 1080p de alto bit rate, em dispositivos locais como hd externo, na rede local ou mesmo presente na web. Também tem placa de áudio de 8 canais com suporte aos formatos de áudios HD, além do SACD e DSD.
Se você está procurando um htpc para o seu ambiente de home theater, esta é a melhor alternativa existente no mercado.

Como muitas pessoas pelo mundo, eu também sigo a legião dos apaixonados por home theater e minha experiência com a tecnologia do áudio e video é de longa data, mas só acerca de três anos eu troquei os equipamentos estilo vintage, que tinha há mais de 15 anos, por um home theater integrado. Isso fez a minha paixão crescer e parei de comprar mídias de cd, dvd e até blu-ray, trocando tudo por arquivos digitais.
Para reproduzir tais arquivos, entrei no mundo do mediaplayer dedicado e adquiri o modelo WDTV Live, do fabricante Western Digital. Uma pequena caixinha que reproduz vídeos em full hd, era tudo o que queria.
Com o passar dos meses e uso intenso, percebi que o mediaplayer que tinha era ótimo para vídeos mas para áudio ele não me parecia ideal, pois não reproduzia os novos formatos de áudios HD, então, troquei pelo modelo Dune D1 da fabricante HDI, um mediaplayer bastante superior, com suporte aos formatos de áudio hd, imagem excepcional, porém, com uma interface nativa péssima, sendo necessário muito tempo para aplicar programas alternativos para ter as capas dos vídeos da coleção.
Justamente pela ‘feiura’ da interface, decidi usar paralelamente ao mediaplayer, um htpc, adaptado em um laptop e ao ver pela primeira vez a interface do XBMC eu sabia que era aquilo que eu queria na tela da tv. Assim, por mais de um ano usei o meu htpc para manter as coleções de áudio e video organizadas, porém, na hora de assistir a filmes ou ouvir músicas, sempre preferi o mediaplayer, com qualidade de som e imagem muito superior ao que o meu htpc poderia mostrar.

Eu sempre idealizei um produto perfeito para o home theater. Um mediaplayer como o Dune, mas com suporte ao Windows e XBMC e sei que esse produto está rascunhado nos fabricantes e penso que a questão comercial seja a única barreira para esse produto não existir ainda, pois tecnologicamente já é possível.
Bem, essa pequena introdução serve apenas para ilustrar as razões pelas quais decidi escrever esse review.
Sou participante de um forum sobre home theater, o htforum, e foi lá que fui apresentado ao mini-PC Zotac Zbox Nano AD10 pelo amigo Maracatu, que postou uma imagem e um pequeno review desta caixinha. De cara gostei muito do design e ao ler as poucas informações sobre o produto, lembrei de meu sonho de consumo do mediaplayer que não existe ainda, pois o Nano é exatamente isso, só que de uma forma inversa, ou seja, ele não é um mediaplayer que também é um htpc, mas sim um htpc que também é um mediaplayer.
Vamos ao review.

Este não é um review que reune só informações retiradas da web, de outros reviews e do site do fabricante, nem é um review comercial, daqueles em que fica clara a tendência de se falar bem sobre o produto, omitindo as suas carências e falhas, mas sim uma análise de um usuário comum, que utiliza o produto para o entretenimento doméstico. Então, esse texto foi escrito com imparcialidade e com opiniões pessoais, tentando mostrar o que o Nano tem de bom, regular e ruim.
Em minha forma de ver, a primeira coisa que se deve lembrar, inclusive ao ler este review, é que o Nano é sim um pc, exatamente como o que temos naqueles gabinetes imensos, antiquados, porém, minúsculo.

Design:
Para mim, a primeira coisa que chama a atenção no Nano é o design do aparelho. Acho incrível como pode conter dentro de uma caixinha tão minúscula, um verdadeiro computador, com periféricos de notebooks, porém ainda mais reduzidos que aqueles que compõem um netbook.
A aparência do Nano causa uma boa impressão, mas também uma certa desconfiança, ao menos no meu ponto de vista, pois eu uso e trabalho com tecnologias e informática desde muito tempo e ainda não consegui entender como os caras conseguem miniatuarizar tanto os componentes, que até poucos anos atrás era uma tarefa impossível.
[Imagem: nano_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]

[Imagem: nano9_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]

[Imagem: nano11_thumb.png?imgmax=800]


Olhe a imagem do Nano [do Naaaano] e veja o quão pequeno e bonito ele é. Ele cabe na palma da sua mão. Tem um gabinete construído com material de ótima qualidade, uma espécie de alumínio que parece com aço escovado em todo o gabinete e tampas em material plástico de boa qualidade na cor preta e acabamento em black piano, o que é facilmente percebido ao se ter o produto nas mãos. O Nano tem um ótimo acabamento em seus seis lados e foi desenhado e construído com muito capricho.
Veja aqui um vídeo comercial de apresentação do Nano, no site Vimeo.
O Nano, seguramente, não vai enfeiar o rack do home theater, muito pelo contrário, ele causa um belo impacto com seu gabinete de cor cinza-prata e o círculo com luz de led na cor verde, quando ligado. Se você não curtir o led ligado é possível desligá-lo no setup da BIOS.
Na parte frontal, a partir da esquerda, um estiloso botão de power, com led de indicação de que o Nano está ligado. Tem também um discreto led indicativo de disco em funcionamento e outro led idêntico que mostra o sinal do wi-fi. Há ainda um receptor de infra vermelho do controle remoto, entrada para os cartões de memória dos seis tipos mais populares, e por fim, duas entradas 3.5mm, para fone de ouvido e para microfone.
[Imagem: nano1_thumb%25255B69%25255D.jpg?imgmax=800]

O lado direito é fechado e tem apenas uma ranhura na parte inferior, que serve para retirar a tampa inferior com a unha, tarefa bastante fácil de executar.
[Imagem: nano3_thumb%25255B69%25255D.jpg?imgmax=800]

No lado esquerdo do Nano há oito pequenas janelas para a saída do ar quente do ventilador interno, vulgo ventoinha.
[Imagem: nano4_thumb%25255B73%25255D.jpg?imgmax=800]

Por fim, em minha opinião, foi uma bela sacada dos engenheiros da Zotac deixar para a traseira as conexões por cabos. Acho muito feio e até esquisito, ver no rack alguns cabos USB na parte frontal dos equipamentos e não me convence o argumento de que dessa forma é favorecida a facilidade de acesso.
[Imagem: nano2_thumb%25255B67%25255D.jpg?imgmax=800]

Também olhando a partir da esquerda, o Nano possui as seguintes conexões:
Entrada para a fonte elétrica bivolt automático
Saída DisplayPort
Saída HDMI
2 portas USB 3.0 de alta velocidade
Safety lock, para cadeado de segurança
Porta ethernet RJ-45 com velocidade Gigabit 10/1000
2 portas USB 2.0
Porta e-Sata
Conector para antena Wi-Fi.
Ainda na parte traseira, há outra janela com tela interna, para otimizar a ventilação do Nano.
Versões Nano:

A Zotac lançou o Nano AD10 em duas versões, sendo ambas idênticas em sua estrutura e configuração, exceto:
A versão Plus sai de fábrica com 2 gb de memória e disco HDD de 320 gb, sendo que esta é a única diferença existente entre ela e a versão não Plus (barebone), na qual o usuário deverá adicionar um pente de memória DDR3, 1066 SO-DIMM de até 4 gb (utilizada em notebooks).

O disco também deverá ser providenciado pelo usúário, sendo compatível um disco de 2.5 polegadas (também utilizado em notebooks), de qualquer capacidade, tipo SATA 3, 6.0 Gb/s, quer seja HDD ou SSD.
No meu Nano eu apliquei a memória de 4 gb e um disco SSD de 60 gb e ambos foram reconhecidos pelo Nano já no primeiro start.

Vejo como uma falha da Zotac e fato de não mandar instalado o sistema operacional na versão Plus, afinal, haverão consumidores com dificuldade em instalar os periféricos e por isso mesmo vão preferir a versão completa. Se estes consumidores têm dificuldade em espetar um disco e um pente de memória, poderão também ter problemas para instalar o sistema operacional e os drivers, portanto, a versão Plus, já que assim foi chamada, deveria sim ter o Windows e drivers do Nano instalados de fábrica. Qualquer netbook meia boca sai de fábrica com a versão Starter do Windows 7 e sem essa de encareceria o produto, pois quem usa um pc na sala não se importa em pagar dez dolares a mais.
O meu Nano AD10:

Bem, reviews sobre o Nano já começaram a ser feitos, todos editados por blogs ou sites especializados em tecnologias e home theater, inclusive alguns dados deste review foram extraídos do site do fabricante, todavia, esta parte deste meu review eu dediquei especificamente ao meu Nano.
A compra:

Na mesma data em que o amigo Maracatu indicou o Nano em um post do forum, fui à caça do modelo, com o intuito de compra. Inicialmente encontrei apenas a versão Plus em loja online fora de São Paulo, percebendo que havia apenas um link que levava ao modelo, porém com o alerta de que se tratava de uma pré-venda, ou seja, não havia o produto em estoque. Isso me levou a fazer contatos telefônicos, mas sinceramente não fechei a compra pelo fato de eu não ter sentido segurança em comprar um produto de uma loja absolutamente desconhecida (até então), que não tinha o produto em estoque e que queria receber o pagamento antecipado, com promessa de envio na semana posterior.
Assim, voltei ao link do mercadolivre, indicado pelo Maracatu e enchi o vendedor de perguntas, sempre com respostas rápidas. O fato de ser um vendedor de São Paulo, com retirada pessoal no endereço dele, sem nota fiscal (óbvio) mas com recibo e garantia e considerando as qualificações dos demais compradores, na grande maioria positivas, visitei o vendedor, achei a compra segura e retirei o produto com tranquilidade.
Antes de retirar, conferimos todos os componentes da caixa e estavam de acordo com o que diz o fabricante, tudo com os plásticos, sem sinal de uso etc. Como pontinho negativo, o vendedor havia prometido entregar com cabo elétrico padrão brasileiro mas não cumpriu e até disse que providencia mas preferi comprar o cabo, pois queria ver funcionando. Paguei R$ 15 no cabo, na verdade, um adaptor da fonte, estilo notebooks.

As conexões:
Todos os cabos e conectores do Nano se encaixaram perfeitamente, sem folgas ou dificuldade nas conexões. Esse é mais um detalhe que deixa claro o capricho do fabricante. É mesmo lamentável não existir esse tipo de respeito com o consumidor aqui no brasil.
Também foram muito tranquilas para mim, as tarefas de abrir o Nano e aparafusar o disco, sendo bem válido citar que para se abrir o Nano não é necessário qualquer ferramenta, além dos dedos. Na tampa inferior, os pezinhos são de borracha e giram com muita facilidade. Com os pés retirados, basta usar a unha do polegar na ranhura apropriada e deslizar o dedo pela extremidade para a tampa se desprender.
Voltando um pouco, o encaixe da memória é muito simples, bastando encaixar a parte inferior do pente de memória e usar os polegares para pressioná-la com cuidado. O suporte do disco tem furos que casam com precisão aos furos do HD. O encaixe do disco é parecido com o da memória, sendo necessário apenas fixar os dois parafusos, os quais fazem parte da embalagem.
O Nano por dentro:

Ao soltar a tampa inferior do Nano, percebe-se que há uma minúscula MOBO (placa mãe, mainboard, mother-board, placa principal, é tudo a mesma coisa) e os espaços para memória e disco são bem limitados. Notei um botão que deve servir para resetar o Nano aos padrões de fábrica, mas ainda não estudei sobre isso. Veja o botão citado à esquerda da inscrição 320GB no disco rígido.
[Imagem: nano8_thumb%25255B6%25255D.png?imgmax=800]

Eu segurei a minha curiosidade e não soltei a tampa superior, mas consegui duas fotinhos do outro lado da mainboard, com o ventilador preso e depois solto. Espero que sua curiosidade tenha sido liquidada com essas singelas imagens.

[Imagem: Capturar_thumb%25255B213%25255D.jpg?imgmax=800]

Esse cooler é relativamente pequeno, e nem poderia ser maior para o Nano, mas a experiência tem mostrado que com o tempo de vida, as fans pequenas tendem a ganhar ruidinhos chatos e ao que percebo não é assim facílima a sua substituição.
[Imagem: nano1_thumb%25255B7%25255D.png?imgmax=800]

Conexões e instalação:

Bem, imagino que esta é a parte do review que mais interessa a quem está de paquera com esse mini-PC, aliás, o termo “esse mini-PC” dá a impressão que o Nano é apenas mais um modelo de mini-PCs que existem no mercado, mas não é verdade. A Zotac é pioneira (eu pesquisei também sobre isso) de mini-PCs no mundo, apesar de já existirem pelo menos dois outros modelos d’outros fabricantes, mas creio que não pertençam à mesma linha Nano e não podem exatamente ser comparados.
Eu fiz todas as conexões, isto é, cabo de rede do Nano ao roteador, rosquiei a antena Wi-Fi, espetei três hd’s externos SATA via HUB USB, em uma das entradas USB 3.0, o adaptador USB do teclado+mouse wireless e o leitor de dvd, nas entradas USB 2.0, o cabo HDMI ao receiver e finalmente o cabo elétrico ao filtro de linha.
Ao apertar o botão de power, o círculo de led verde acendeu instantaneamente e o led do disco piscou, informando ter reconhecido o disco interno.
Fiz o primeiro reset e segurei a tecla DEL para acessar o setup e alterar o boot para o leitor de dvd. Notei uma BIOS simples de entender e alterar, de fácil e rápida familiarização.
Notei que o Nano já havia reconhecido o disco SSD Corsair Force 3, padrão SATA 3, padrão de alta velocidade, mesmo com disco HDD.
[ … ]
Como sistema operacional, optei pelo mesmo que já usava no htpc/laptop, o Windows 7 Home Premium de 64 bits, com Service Pack 1, genuíno, diga-se de passagem.
Encontrei uma dificuldade nível 7 para obter os drivers da placa de vídeo ATI Radeon HD 6310. Nivel 7, leia-se mais de 3 horas de trabalho. Ocorre que, no meu caso, os drivers da placa de vídeo presentes no dvd da Zotac, não permitiram o perfeito funcionamento. Os drivers eram instalados normalmente, no Gerenciador de Dispositivos do Windows mostrava a placa instalada, mas ao resetar o Nano surgia a tela azul. Isso mesmo, quem disse que o Win7 não tem a tela azul, como o XP? Tem sim.
Eu instalei, desinstalei e reinstalei os drivers do dvd exatas 4 vezes e em todas elas deu o mesmo problema. Não sentenciei ser o pente de memória o culpado porque eu havia trocado o mesmo, que foi sim o único culpado de meu tempo perdido ao tentar instalar o Windows anteriormente.
Depois de duas horas tentando instalar apenas os drivers de vídeo sem sucesso, decidi buscar os drivers no site da Zotac internacional e constatei que os lá disponibilizados para download eram de fevereiro deste ano e os constantes do dvd, junho do ano passado.
Uma hora depois, com os drivers baixados, refiz a instalação, que demorou muuuuuuuuito para ser concluída, mas passou.
Os demais drivers do dvd Zotac, áudio, bluetooth, usb 3.0, rede etc, foram extraídos e corretamente instalados sem qualquer estresse, mas também não foi rápido. A Zotac enviou no dvd um utilitário próprio para a extração, verificação, análise, estudo, constatação de autenticidade e sei lá mais o que, que demora uma vida para ser concluído. Mas não interrompi. Acho que esse processo pode ter consumido duas horas ou algum tempo menor.
Como eu havia ficado um tanto traumatizado com os problemas encontrados na instalação do Windows, (mas repito, o Nano não teve participação alguma nisso e sim unicamente o pente de memória), e também com a perda de tempo tentando instalar os drivers originais da placa de vídeo, acho que resetei a máquina umas doze vezes ou mais e em todas elas, o Windows foi iniciado de forma natural e muito rapidamente, diga-se de passagem.
Uma dica fundamental que vai economizar muito o seu tempo na hora de instalar o sistema operacional, especialmente se for o Windows 7 a sua escolha. Quer seja a instalação a partir da unicade de dvd ou via pendrive, NÃO CONECTE NA USB 3.0, aquela azul, pois não haverá, ainda, os drivers necessários e portanto, o Nano não conseguirá ler os arquivos de instalação. Na USB 2.0 vai de primeira. Após a instalação dos drivers constantes do dvd da Zotac, ai sim as portas USB 3.0 estarão aptas a receber periféricos.
Meu hardware utilizado:

Bem, sendo a minha versão do Nano a barebone, e como ocorreu o sucesso com total compatibilidade entre as marcas, informo abaixo o hardware que utilizei, para que, se você decidir entrar para o Clube do Zotac Zbox Nano AD10 e acaso comprar a versão não Plus, seria recomendável adquirir os periféricos que passaram no teste, mas isso não assegura que outras marcas ou modelos causem algum tipo de problema.

Memória:

A memória instalada em meu Nano é uma Kingston, DDR3 SODIMM, KTA-MB 1066/4G, 4 gb DDR3, PC3-8500.
[Imagem: nano6_thumb%25255B75%25255D.jpg?imgmax=800]

A Zotac Brasil, na pessoa do Diego, gentilmente forneceu lista das memórias testadas e que são compatíveis com o AD10 e AD10 Plus:
BRAND  Part no.  Size Type
Crucial  CT12864BC1339.4FD 1GB DDR3-1333
Hynix   HMT312S6BFR6C-H9 1GB DDR3-1066
Samsung  M471B2873FHS  1GB DDR3-1333
Crucial  CT25664BC1339.8FD 2GB DDR3-1333
Hynix   HMT325S6BFR8C-H9 2GB DDR3-1066
Kingston  KVR1333D3S9  2GB DDR3-1333
Samsung  M471B5673EH1-CF8 2GB DDR3-1066
Samsung  M471B5673FH0-CH9 2GB DDR3-1333
HYNIX   HMT351S6BFR8C-H9 4GB DDR3-1333
Samsung  M471B5273CH0-CF8 4GB DDR3-1066
Samsung  M471B5673EH1-CF8 4GB DDR3-1333

É extremamente fácil a instalação do pente de memória. Veja.

[Imagem: Capturar_thumb%25255B6%25255D.png?imgmax=800]
[Imagem: Capturar2_thumb%25255B5%25255D.png?imgmax=800]


Disco:

O disco que optei é um SSD da marca Corsair, modelo Force 3, da Force Series, 204 pinos, capacidade de 60 gb e 2.5 polegadas, referência técnica CSSD-F60GB3A-BK.

[Imagem: nano5_thumb%25255B69%25255D.jpg?imgmax=800]

O disco também é muito fácil e rápido de instalar, em três passos:
1 – retire o suporte do disco
2 – aparafuse o suporte no disco
3 – encaixe o disco e aparafuse

[Imagem: 1_thumb%25255B3%25255D.png?imgmax=800]
[Imagem: 2_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]
[Imagem: 3_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]


Teclado:

Espetei no Nano um mini teclado wi-fi com trackball, da marca Bright, para quando a navegação por digitação for necessária, pois usar controle remoto para digitar caracteres ninguém merece. É um ótimo teclado, muito responsivo, pequeno e macio. Ficou bem no ambiente home theater.
[Imagem: Capturar_thumb%25255B7%25255D.png?imgmax=800]


Gravador DVD:

Eu prefiro usar sempre pendrive para tudo, mas optei por acoplar ao Nano um gravador de dvd, para as necessidades de pegar algo em midia física ou mesmo gravar um filme ou cd para um amigo.

Optei pelo modelo SE-208AB da Samsung, no qual aprovei o design, a esbelteza e o fato de ser alimentado unicamente pela USB, sem cabo elétrico. O Nano reconheceu naturalmente.

Programas instalados:

[Imagem: Capturar_thumb%25255B32%25255D.png?imgmax=800]

Nós que usamos informática, sabemos, a incompatibilidade existente entre produtos de hardware e de software é algo que prejudica e muito os sistemas, nos obrigando a gastar muito tempo e dinheiro tentando a correção e em muitas vezes não é possivel acertar o sistema para o uso natural. Cito isso porque, vejo como provável, mas não como certo, claro, que o meu Nano funcione perfeitamente por tempo indeterminado e o seu pode não ocorrer o mesmo ou vice versa. Isso não tem nada a ver com nada além de culpa dos programas instalados no sistema.

Aqui, o meu Nano é usado quase especificamente como mediacenter e quase nunca como um pc normal, nem mesmo como pc eventual, portanto, não instalei e não pretendo instalar aqueles trocentos programas que comumente são desinstalados e sempre deixam lixo nos registros do Windows. Não quero ter Windows pesado, lotado de tranqueiras, lento e ter de formatar o Nano e por isso eu instalei os seguintes programas, apenas:

Windows 7 Home Premium 64 bits, SP1, genuíno, ativado.
Google Chrome
WinRar
Microsoft Security Essentials
XBMC Frodo HD com skin Aeon MQ4
Revo Uninstaller
uTorrent


Análise da performance:

Gostei adorei o que vi.
Não troco o adorei por amei porque esse é um termo boiolístico demais para um marmanjo publicar para o mundo e porque não quero parecer tendencioso. Mas porque eu citaria que gostei mais ou menos se a verdade é que de fato o Nano ultrapassou as minhas expectativas. É salutar frisar que as minhas expectativas de repente podem estar aquém ou mesmo muito aquém das expectativas suas. Eu sou exigente no quesito home theater mas não fico procurando pêlo em ovo. O que eu ouvi nas caixas de meu sistema de som e o que eu vi na tela da tv me deixaram muito satisfeito e já declarei para mim mesmo que a troca de meu htpc/laptop pelo o Nano foi acertada. Obrigado, amigo André (Maracatu).

É mais do que evidente que essa tão rápida análise de melhoria substancial que ganhei em meu home theater, usa como base os meus equipamentos, relativamente modestos. Aceito tranquilamente que em sistemas de alta performance, como receiver high end e projetores de última geração, o Nano pode não corresponder, pelo fato de quem chegou nesse nível está habituado com equipamentos com muito mais e$tilo.

Reiterando o que citei no início do post, não me passa pela mente convencer ninguém a comprar ou a deixar de comprar este ou qualquer outro produto que costumo analisar. Essa é uma análise pessoal de alguém que usa home theater de longa data e que talvez seja menos exigente do que qualquer amigo leitor.

Mas a primeira linha deste tópico “Análise da performance” não pode ser escrita com a irresponsabilidade e ausência de comentários muito mais extensos. Por isso, siga.

Como eu pretendo usar - e comprei o Nano com esse fim, - apenas como mediacenter e pouquíssimo como pc eventual, para baixar torrents 24x7 para todo o sempre, a minha análise tem como base apenas a interface do XBMC em si, e claro, a qualidade de áudio e de video das placas presentes no interior do equipamento.

Como esta análise havia sido prometida e foi bastante cobrada por alguns amigos que pretendem conhecer o Nano na prática, para talvez decidirem entrar para o Clube, eu tive muito pouco tempo para desvendar os segredos desse mini-PC, sendo possível que este review receba aditivos, quer seja para melhorar ou piorar a minha opinião pessoal sobre a máquina.

Para uma análise mais segura um tempo bem maior seria necessário, mas como citei, vou aditando ao texto à medida em que perceber novos recursos, eventuais falhas etc. Volte mais vezes aqui para reler esse review, pois haverá novidades, com certeza.
[Imagem: Capturar_thumb%25255B207%25255D.jpg?imgmax=800]
Eu gostei, mas se você não curtiu o círculo de led verde, saiba que poderá deixá-lo apagado.


O que gostei:

Performance com vídeos full hd 1080p

O meu laptop com placa Intel HD Graphics não aguenta rodar alguns filmes com alto bitrate e fica impossível assistir, devido as travadas e quadriculamentos em várias partes.

O Nano, com sua ATI Radeon HD 6310 rodou os mesmos filmes com plena fluidez, exatamente como faz o Dune D1, ou seja, lisinho da silva, sem pixelamentos e com cor de pele com mais naturalidade.

Também forcei a barra contra o Nano, pensando que faria ele se entregar em baixa performance e para isso fiz várias vezes aceleração do vídeo full hd em reprodução e pasmem, o carinha se comportou como gente grande, com transposição de flames com perfeição. Essa Zotac parece que acertou no quesito ‘reprodução de vídeos full hd.
[Imagem: nano14_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]
Do site The Tech Report, que também fez uma completa análise técnica sobre o Nano, pesquei essa imagem que mostra o desempenho em vídeos. Recomendo visitar o site e conhecer a opinião dos caras sobre o ‘poderoso’ Nano.
[Imagem: nano13_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]
Crédito desta imagem: The Tech Report

Performance do processador:

Em meu htpc/laptop, com processador Intel Core I3, o Windows 7 de 64 bits ficou muito bom e tinha o receio de o Nano, com processador AMD Dual Core, poderia abrir o bico e antecipei uma frustração desnecessária pensando ter de usar a versão de 32 bits do sistema operacional e isso foi uma decepção boa, pois o sistema instalado ficou excelente e não percebi queda de performance geral entre o htpc antigo e o novo.

Ainda sobre performance, encontrei no site gringo Hot Hardware, resultados de testes comparativos do processador do Nano com outras plataformas e inclusive em games de alta performance.

Este é o texto, na íntegra, extraído do site em questão:

[Imagem: nano7_thumb%25255B3%25255D.png?imgmax=800]
When we first took a look at the AMD E-Series APUs, AMD still had some major driver work to do. Some video types consumed significant CPU resources as hardware accelerations was hit or miss. With its latest drivers, however, the E-Series APU in the Zotac Zbox Nano AD10 Plus performed extremely well in our multimedia tests. The screenshots above are "worst case scenarios", streaming 1080P, full-screen YouTube videos over an 802.11n WiFi connection. As you can see, CPU utilization remains in the 20% range, which is perfectly acceptable for a low-power platform such as this. Playback was smooth with no dropped frames. And performance with local content or MKVs or other rips streamed from a NAS was also excellent.

O site que fez os testes mais técnicos, quis dizer algo mais ou menos assim:

Quando nós demos uma olhada no E-Series APU AMD, a AMD ainda tinha algum trabalho importante para fazer. Alguns tipos de vídeo consumindo recursos significativos da CPU, como acelerações de hardware, mostraram erros e acertos. Com os seus drivers mais recentes, no entanto, a APU E-Series da Zotac Zbox Nano AD10 foi extremamente bem em nossos testes multimídia. As imagens acima são os "piores cenários", streaming 1080P, vídeos em tela cheia do YouTube através de uma conexão Wi-Fi 802.11n. Como você pode ver, a utilização da CPU permanece na faixa de 20%, o que é perfeitamente aceitável para uma plataforma de baixo consumo de energia como esta. A reprodução era lisa, sem quadros. E o desempenho com o conteúdo local ou MKVs ou outras gravações transmitidos de um NAS também foi excelente.

Veja as imagens abaixo, clicando nelas para zoom direto na fonte, e aproveite para ler todo o review deles também. Assim você terá mais subsídios para suas conclusões.
[Imagem: Capturar_thumb%25255B140%25255D.jpg?imgmax=800]
Crédito desta imagem: Hot Hardware

[Imagem: nano5%25255B6%25255D.png?imgmax=800]
Crédito desta imagem: Hot Hardware

[Imagem: nano6%25255B6%25255D.png?imgmax=800]
Crédito desta imagem: Hot Hardware

Controle remoto:

Essa foi uma excelente sacada, aliás outra, pois é justamente a presença do controle remoto com funções mediacenter que me fez não sentir saudade do mediaplayer. É muito legal poder controlar o htpc com controle remoto feito para ele, inclusive para a função liga e desliga o computador, aqui chamado de Nano.

O controle remoto do Nano é show de bola, desde o tamanho, o design, o material de construção, o acabamento em black piano e claro, as teclas com mil funções. Logo farei um adendo ao review, abrindo um tópico exclusivo para escrever sobre o controle remoto, tão logo eu esteja íntimo do mesmo.

Ao centro do controle há um tecla exclusiva para o Windows Media Center, inclusive com a logomarca da Microsoft e apertei tal tecla imaginando que poderia abrir o XBMC, mas abriu o WMC, que detesto. É claro que encontraremos uma maneira de programar a tecla para abrir o XBMC.

Ainda sobre o controle remoto do Nano, ele realmente merece elogios sem fim, pois é leve, utiliza duas baterias (tipo moeda) e para abrir a tampa traseira é facílimo, pois ela desliza com precisão. Na traseira há uma pequena depressão em círculo que deve ser levemente deslizada para baixo e a mágica se faz.

Não será impossível encontrar algum amigo que critique o controle remoto por seu acabamento muito brilhante, o que pode acumular gordura das mãos, mas esse é o único senão possível. De toda maneira ele é bem estiloso.

Finalizando sobre o controle remoto, a Zotac mandou dois receptores de infra vermelho, sendo um embutido na parte frontal do aparelho e outro externo, para ligar via USB e extender até 2.5 metros, o receptor para longe do Nano, como nos casos em que é preferível esconder o aparelho em um armário fechado ou preso atrás da TV. No meu caso, que uso o Nano no rack, o receptor externo USB ficará guardado na caixa.

A Zotac envia na embalagem as duas baterias, como se vê no item “Na caixa”.
[Imagem: nano12_thumb%25255B7%25255D.png?imgmax=800]
[Imagem: nano2_thumb%25255B80%25255D.png?imgmax=800]
[Imagem: Capturar3_thumb%25255B6%25255D.png?imgmax=800]

Aquecimento e ruído:

O Nano é muito silencioso e só dá para ouvir algum tipo de barulho, ainda assim baixo, ao ligar a máquina. Funcionando, acessando dados dos discos interno ou externo, o barulho não existe. Lembrei agora da luta dos amigos que usam htpc gigante em encontrar fontes silenciosas.

O Nano trabalha com aquecimento baixo, ou seja, não creio que mesmo depois de horas em uso constante o gabinete aqueça a um nível preocupante. No meu caso, não só no Nano, eu sempre usei um mini ventilador para manter o player e os discos externos sempre ‘gelados’.

Penso, e isso é um palpite ainda, o meu Nano trabalhe mais silencioso e frio face ao hd SSD, portanto não consigo analisar estes aspectos com o Nano usando HDD.

Com respeito ao aquecimento, constatei na prática que o Nano aquece muito menos do que o laptop e consequentemente economiza mais em energia elétrica. Também é possível conferir e alterar os níveis de aquecimento dos componentes e, se entendi corretamente, é possível proteger o equipamento, informando na BIOS a que temperatura o Nano deverá ser desligado, em caso de superaquecimento.

Velocidade do boot:

Imagino que os créditos sejam todos do disco SSD, mas a velocidade de boot, entre ligar a máquina e mostrar a tela de logon do Windows é algo inexplicável, comparado ao tempo necessário usado pelo meu laptop. Eu cronometrei em 13 segundos o tempo entre o apertar da tecla Power e a montagem da tela de logon.
Não gostei muito:

Portas e-Sata e DisplayPort
A tal porta e-Sata é algo que tomou espaço na traseira do Nano, onde poderia haver mais uma porta USB 3.0. Muitos aplaudem essa tal porta e-Sata mas ela já nasceu morta, pois além de haver pouquíssimos dispositivos compatíveis, ela é mais lenta do que a USB 3.0 e portanto, acho que é uma nova tecnologia nada usual.
A tal porta DisplayPort também acho um desperdício de espaço e algo inútil também.
Na minha forma de ver, no lugar dessas duas portas poderia haver duas portas USB 3.0.

Limitação da memória
A Zotac poderia ter colocado um slot de memória mais parrudo, com suporte para um pente de 16 gb ou pelo menos oito. Quatro giga de memória como limite satisfaz de momento (e até sobra, senão o fabricante não enviaria o Nano com 2 gb na versão Plus), mas a nível de futuro isso pode ser um problema
.

Suporte de parede
Achei um desperdício de dinheiro que certamente encareceu o custo final do Nano, inclusive com a logística, pois a caixa ganhou peso extra. O suporte de parede me parece algo inútil e imagino que teria sido melhor ser vendido como opcional. Não creio que o Nano seja um equipamento que precise ficar escondido por trás da tv ou monitor.

Antena externa
Acho feio antenas externas, mas no meu rack já existia o roteador D-Link com antena externa, portanto, não vou reclamar. Apesar de não achar linda, a antena externa se mostra mais eficaz do que a antena interna, na questão do sinal e penso que seja essa a razão que fez a Zotac optar por essa solução.

Extras:

O Nano foi projetado para trabalhar com um disco de notebook, padrão HDD e assim, apesar de eu ter optado por um disco SSD, não é necessário investir um valor nisso, pois certamente ele não vai elevar a performance geral do htpc, havendo a desvantagem do espaço reduzido, pois discos SSD com capacidade maior que 64 gb estão ainda com os preços nas nuvens. O SSD com certeza vai melhorar e muito a performance do sistema operacional, mas não do Nano enquanto player de mídias, pois quase sempre o acesso é feito em drivers externos.
Análise pessoal resumida:

O Zotac Zbox Nano AD10, apelidado simplesmente de Nano, é um mini-PC elegante, com performance mediana como um desktop, porém um furacão incontestável como mediacenter, entregando ótima qualidade de imagem full hd, certamente face a nova tecnologia embarcada, batizada de AMD UVD TECHNOLOGY, que promete acelerar o hardware para melhor otimização do H.264 dentre outros codecs.

Com relação ao áudio, excelente, tem total suporte nativo a Dolby TrueHD e DTS-HD: Master Audio bitstream, o que significa, segundo o fabricante, que o receiver recebe os áudios HD já decodificados pela placa de áudio do Nano.

Não houve tempo ainda para testar os vários formatos de áudios e videos contidos nos diversos filmes de minha coleção digital, mas os que testei, mais ‘chatos’, fluiram bem e de momento minha queixa é zero, mas postarei aqui os novos testes.

Dizer aqui se eu compraria o Nano AD10 e o elegeria como meu mediacenter número um é algo que já está respondido, mas sugerir a compra é algo que não posso fazer, pois como eu redigi mais acima, tudo vai depender do sistema utilizado e dos equipamentos que integram o home theater, além do nível de exigência de cada amigo.

No vídeo abaixo, onde mostro o meu Nano rodando o XBMC, versão HD ÁUDIO (a mais pesadona das versões), com a belíssima e nada leve skin AeonMQ3, tendo por trás o sistema operacional Windows 7 de 64 bits, dá para se ter uma pequena ideia de como o Nano se comporta na hora de mostrar a que veio, que é ser usado como mediacenter.

Eu não tenho qualquer game e na verdade nunca tive, não é a minha praia, embora eu ache muito legal de ver e portanto, não posso escrever uma única linha sobre o Nano em jogos, mas ao que pude entender em pesquisas pela web, o Nano não é ideal para jogos que exijam muito processamento gráfico, o que para mim é absolutamente irrelevante ele não ser bom ou mesmo ser muito ruim nesse quesito.

O que procurava em um htpc-mediacenter é realmente ver a cara da Jolie em altíssima definição e isso eu já tenho com o Nano.
Videos:
Promocional

http://www.youtube.com/watch?v=9gf5JouhSOg

Unboxing #1 - Unboxing #2
Unboxing by Carlos Lima
Fiz esse pequeno unboxing porque não encontrei nenhum feito em português.

http://www.youtube.com/watch?v=ExT8h42RDnc

Meus testes:
Fiz alguns testes e continuarei postando aqui novos testes que farei com o uso do Nano.[/align]

http://www.youtube.com/watch?v=YXHnhizrFq4

Nano em XBMC full hd:
Este é um teste para forçar o Nano a exibir um vídeo em full hd, ISO DE BLU-RAY de alto bit rate, presente em HD externo espetado no próprio Nano via USB 2.0. O Nano se saiu muito bem, exibindo todo o show da Celine Dion, sem quadros e com transposição de flames de forma perfeita e natural, inclusive com a aceleração das cenas. Nota 10 para o Nano nesse desafio.
Confira no vídeo abaixo:


Nano em Youtube full hd 1080p via rede wi-fi:
Este é um teste para forçar o Nano a exibir um vídeo em full hd 1080p, em tela cheia do Chrome, presente no Youtube, sendo a conexão por rede wi-fi. Eu rodei o mesmo vídeo por quatro vezes, sendo duas vezes no laptop com processador Intel I3, 4 gb de memória e duas vezes no Nano. O laptop reproduziu o vídeo mas preciou interromper por sete vezes, enquanto o Nano não teve qualquer dificuldade na tarefa, reproduzindo sem qualquer travamento. Veja os detalhes deste teste que publique no Nano’s Club.


Portas USB:
Espetei esse Super HUB USB da Mox Eletronics, modelo MO-H3, com 7 portas USB 2.0 mesmo e reconheceu os três HD’s externos espetados nele, mais o teclado wireless, mais o adaptador do controle remoto, mais o drive de dvd. Ele tem alimentação elétrica bivolt, vem com o suporte para ficar na vertical e leds de funcionamento. A ampliação do número de portas USB no Nano AD10 é algo natural. Gostei disso, já que muitos players só aceitam um HD externo em cada porta USB. Ponto para a Zotac nessa.

[Imagem: Capturar%25255B4%25255D.jpg]

Porta do cartão de memória:Eu lamentei o fato de o Nano ter ‘apenas’ quatro portas USB e comentei mais acima que as portas e-Sata e DisplayPort poderiam não existir, para que nos espaços das mesma, a Zotac pudesse ter colocado mais duas portas USB 3.0.

Bem…

As minhas portas estão todas ocupadas, sendo uma com o adaptar USB do teclado+trackball, uma com o gravador de DVD, uma com o HD de 2 tb e a última delas com o hub usb, no qual estão espetados dois HD’s de 1.5 tb.

Com todas as portas USB ocupadas, como levar arquivos para o Nano?

Você pode usar a rede ethernet ou wi-fi para transferir os arquivos ou fazer o que eu fiz, levando um SDCard com os arquivos.

Assim, fiz o teste da porta frontal, espetando um cartão de memória SD e essa ação serviu como um teste.

O Nano reconheceu o cartão instantaneamente, talvez dois segundos, para exibir o menu de contexto do Windows. Assim, fiz a transferência com bastante velocidade, salientando que nesse momento o Nano estava reproduzindo uma música no XBMC.

Dessa forma, para os que reclamarem o fato de o Nano não possuir uma porta USB frontal, essa parece ser uma ótima alternativa, mesmo porque cartões de memória do tipo SD são ridicularmente baratos. Vale manter um cartão da maior capacidade possível reservado para o Nano.

Para este teste usei um cartão SDHC de 4gb da Kingston, exatamente como este da imagem, mas estou convencido de que qualquer outro cartão similar será reconhecido pelo Nano.
Controle remoto:

Não testei ainda o controle remoto do Nano no windows mediacenter, mas o farei apenas para o review, porém farei mais a frente, pois não uso e tenho de ver como é o funcionamento.

Testei o controle no XBMC.

Em um teste um tanto rápido não gostei muito do que vi. Apenas alguns recursos do xbmc podem ser acessados via controle remoto, ou não, ao menos não encontrei como usar.

As teclas de navegação, avançar, voltar, play, stop, esc, volume, mudo, tudo funciona bem a uma distância de oito metros do Nano.

Esse teste foi feito usando o receptor externo do Nano espetado na USB 2.0, todavia, usando o receptor embutido, o controle remoto simplesmente não funcionou no xbmc.
Conclusão:

Bem, uma semana de uso não chega a ser um longo tempo para uma opinião concreta, mas já percebi que o Nano AD10 é um equipamento com um excelente custo benefício. Não acho ele caro, apesar de no brasil tudo ser um assalto em relação aos preços lá fora. Até creio que o preço do Nano tende a se elevar um pouco a partir da maior procura, o que deverá ocorrer naturalmente. Tem muita gente escrevendo reviews do Nano pelo mundo afora.

É um produto inovador, extremamente elegante para um ambiente de home theater, muito bem construído e acabado e com uma performance bastante satisfatória no geral.

Em um mesmo equipamento temos um excepcional reprodutor de mídias digitais (áudio, vídeo e imagem), e de bônus um computador com uma boa configuração para navegar na internet, baixar emails, ver os vídeos de sites como Youtube, mesmo em full hd 1080p e ouvir rádios online como o TuneIn.

Os testes que fiz no Nano rodando a versão mais pesada do XBMC, com áudios HD, realmente me surpreenderam positivamente, pois reproduziu naturalmente e sem travas todos os filmes em ISO de blu-ray com alto bitrate, o que não é possível de se ver em muitos desktop com placas dedicadas. No quesito full hd realmente o Zotac ganhou a nota máxima.

Claro que é possível usar o Nano como um pc normal, instalando suites como Microsoft Office etc, mas não creio que um pc que usa a tv da sala como monitor seja utilizado dessa maneira.

Os pontos negativos, entendo como aceitáveis mas destaco a questão de games, que apesar de não ter testado, li em muitos reviews que o Nano não é para jogos, muito embora alguns reviews comentaram que mesmo em jogos ele surpreende positivamente, em níveis médios.

Eu certamente li mais de uma dúzia de reviews de toda parte do mundo e parecem ser unânimes na questão da recomendação do Nano como um htpc e nem tanto para jogos.

Considerando que montar um htpc com performance superior à apresentada pelo Nao é mais dispendioso, além de enfeiar e levar barulho ao ambiente devido ao tamanho do gabinete e fonte e ainda a questão do consumo elétrico, me convenço de que o Nano é uma ótima alternativa de compra.
Prós:
Design
Controle remoto
Performance
Consumo
Sata III
XBMC

Contras:
Faltou mais USB 3.0
Faltou SO versão Plus
Limitação de memória
Suporte técnico

Não ganhou cinco estrelinhas pelos pontos negativos citados.

Informações técnicas:

CPU: AMD E-350 APU, Dual-Core de 1,6 GHz
Chipset: AMD M1
GPU: AMD Radeon HD 6310
Networking: Gigabit LAN (10/100/1000 Mbps) Realtek RTL8111E, 802.11n Wi-Fi, Bluetooth 3.0
Audio: 8 canais digital via HDMI, stéreo analógico via jack 3,5mm frontal
Leitor de cartões: SD, SDHC, MMC, MS, MS Pro e xD
Portas: HDMI, DisplayPort, Microfone/Headphone, 2x USB 2.0, 2x USB 3.0, RJ-45, eSATA
Cooler: Ventilador
Expansões: Slot de 204 pinos, DDR3-1066 SO-DIMM, com suporte até 4 gb, slot de 2,5 polegadas para disco HDD ou SSD, SATA 3, 6,0 Gb/s.

Na caixa:

Na versão que recebi, vieram os seguintes itens:
HTPC Zotac Zbox Nano AD10
Controle remoto mediacenter
Duas baterias do tipo moeda, para o controle remoto
Receptor USB de controle remoto
DVD com drivers do Nano
Suporte de parede VESA
Fonte elétrica bivolt 65 watts da Delta Electronics
Cabo de fonte padrão americano
Antena Wi-Fi
4 parafusos para prender o disco
4 parafusos para prender o Nano
Manual do usuário ilustrado, em inglês
Encarte de instalação
Encarte/guia rápido multilinguas, inclusive PT-br

[Imagem: Capturar_thumb%25255B4%25255D.jpg?imgmax=800]

Não veio na caixa:
Adaptador elétrico padrão brasileiro
Cabo hdmi
Cabo de rede
Manual do usuário em português

[Imagem: nano7_thumb%25255B14%25255D.jpg?imgmax=800]

Este é o cabo padrão brasileiro, não presente na caixa.

Dimensões: L127mm x P127mm x A45mm

Voltagem: Bivolt automático
Fonte elétrica:Entrada: 110-240V ~ 1.5A - 50-60Hz
Saída: 19V - 3.42A
Consumo: Consumo de energia em standby: 1-2W
Consumo de energia de pico: 24W

Preço:
Fabricante: Nano AD10, US$ 230
Fabricante: Nano AD10 Plus, US$ 315
Amazon USA: Nano AD10, US$ 279
Brasil: Nano AD10, R$ 900
Brasil: Nano AD10 Plus, R$ 1.200

Update, 2012, abril:

Constatei que a loja MundoPlay, de Curitiba, está vendendo o Nano Plus e recomendo o vendedor Fabrício para quem tiver interesse de compra.

Trata-se de uma loja séria e totalmente confiável, recomendada por vários amigos do HTForum e por mim também.
Sites do fabricante:
Zotac Internacional
Zotac Brasil
Hotsite do Nano AD10

Suporte:
Manual de usuário do Nano
Drivers do Nano
Drivers do Controle Remoto
Forum Zotac USA
ATI Radeon HD 6300 Series

A questão do suporte do fabricante segue a de todas as demais  empresas do  planeta;  insatisfatória. Para o consumidor, não importa o grande volume de eventos que o fabricante tenha de lidar, ele quer resposta instantânea ou ao menos interesse demonstrado pelo problema encontrado.

Assim, vale considerar, antes de comprar o Nano, que ele ainda é um produto um tanto desconhecido no brasil e apesar de haver foruns nos sites do fabricante, eventualmente haverá alguma dificuldade em encontrar informações e dados para a resolução de dúvidas e por isso mesmo eu criei o Clube do Zotac Nano AD-10, mas não espere muito uma grande facilidade para eliminar todas as dúvidas decorrentes do uso. Na verdade esse alerta vale para qualquer produto oriundo de fora.

Não espere respostas ultra rápidas por email ou por telefone, se acaso contatar a Zotac no brasil lá fora. Isso não é culpa da Zotac mas sim do ser humano, por conceito mesmo. A comunidade de usuários do produto sempre será o melhor canal de informações e suporte.

A Zotac é uma empresa fundada em 2006 e portanto, criança ainda. Vamos torcer para que ela, que já aprendeu a fazer produtos de ponta, tenha aprendido também a humanizar-se um pouco e a respeitar o consumidor.

Não é de todo ruim, no site da Zotac há uma área de suporte onde é possível registrar a peça e ter facilitado o processo de RMA em caso de necessidade de garantia. Se for possível obter com o vendedor o Serial Number, antes da compra, melhor, pois é possível verificar se a peça tem serial válido para fins da garantia.

Transcrevi para cá um trecho de um comentário do Orlando Sodré, gerente de operações da Zota Brasil: “Estamos trazendo para o Brasil uma novidade que irá mexer com o mercado tecnológico. Ele é o menor miniPC do mercado que, além da tecnologia de ponta, possui um design elegante e tem fácil instalação”.

Disso não se pode contestar, pois a frase resume muito bem o que é o Nano, de fato tecnologia de ponta em um belíssimo equipamento.
Colaboração:
O amigo Idevaldo Cunha fez uma pesquisa e postou o texto abaixo no Clube do Zotac Zbox Nano AD10, do HTForum:
“Codec de Áudio Nano. Aqui está a tabela.

[Imagem: Realtek_Codec_thumb%25255B2%25255D.png?imgmax=800]
http://www.clubedohardware.com.br/ar...e-Audio/1453/2

Seu chip on-board integrado é um dos melhores.http://techreport.com/articles.x/21556

Audio Realtek ALC892 (2.1 analog, 7.1 digital)

Manual do Codec de Áudio.http://www.hardwaresecrets.com/datas...aSheet_1.3.pdf

Este chip Realtek ALC892 é perfeito para rodar SACD e DSD. Maravilha.”

Obrigado Idevaldo.

Data do lançamento nos Estados Unidos:
31 de agosto de 2011.

Alternativas ao Nano:
Mac Mini da Apple, R$ 1.800 no fabricante.
Zino HD da Dell, R$ 2.000, mas nem o fabricante o tem para venda.

Além desses acima, que não considero concorrentes do Nano, a própria Zotac apresentou três novas versões de seus mini-PCs, com Intel I3, até 16 gb de memória, porém, com a placa de vídeo da Intel. Uma pena, mas gostei porque o Nano vai imperar.

Espero que este review seja útil e que auxilie na eventual decisão de compra. Se comprar, não deixe de entrar para o Clube do Zotac Zbox Nano AD10, no HTForum, onde poderemos discutir sobre o Nano e trocar informações e dicas.

Acho que é isso. Se houver novas informações complementarei aqui.

Se você leu todo este review, imagino que pretenda comprar um HTPC e portanto, comente sobre suas impressões ou simplesmente o que achou dessa análise.

Apresentação de fotos, créditos do espanhol Blog HTPC.
NEW: Nano AD10 Plus disponível para venda nessa loja indicada por Zotac.

[Imagem: Capturar%25255B4%25255D.jpg?imgmax=800]

Atualização 07/09/2015:
Você que leu esse review sobre o AD10, veja também os meus reviews do AD12, uma atualização do AD10 e do ID68, o top de linha do Nano's Séries, aqui mesmo no fórum ou em meu blog.
Denon E300 | Sony 46W955A | Cinebox Fantasia Duo | NUC 7i7BNH | Global Caché CG1006 | iPad Mini
Win10/64 Pro | EmbyServer | Kodi 19/64 Ace2 | iRule
Humax HGB10R-02 | Greatek WR2500HP | DLink DIR100 | Net Vírtua 120MB | Hdmi BJC F1 1.4
Responder
#2
Sinal Aviso 
BIOS NANO AD10 - ATUALIZAÇÃO :)

Amigos,

Hoje liguei na Zotac Brasil e por mais de meia hora falei com o amigo que sempre falo lá (não cito o nome aqui porque não pedi autorização ao mesmo).
A ligação dessa vez foi para me certificar sobre os detalhes de atualização da BIOS, pois me sentia inseguro quanto a esta tarefa.
Depois de muito conversar com ele e ler as instruções em PDF que acompanha o pacote do novo firmware da BIOS e considerando que meu sistema é protegido por no-break, decidi fazer a atualização da BIOS de meu Nano AD10, pois constatei alguns problemas:

1. O Nano não dá boot automático e não grava-não salva a alteração do boot na BIOS. Para o boot, sempre tenho de acessar o setup da máquina e indicar o disco SSD onde está o sistema operacional.

2. O controle remoto do Nano não funciona bem e por essa razão o meu estava na caixa desde quando o recebi.

No contato com a Zotac hoje, indaguei a razão pela qual eles não disponibilizam no site as instruções passo a passo, em português, para que a atualização da BIOS torne-se em algo simples para o usuário. Recebi como resposta que a questão é que a atualização de BIOS não é uma coisa que se possa chamar de simples e a Zotac não quer assumir a responsabilidade por algo errado na atualização da BIOS.

Pensando bem, eu dei razão a ele e também não quero ser responsabilizado e por isso não vou indicar aqui o passo a passo de como fiz, mas afirmo que apesar do receio, tudo se saiu bem e rápido.

Bem, após a atualização da BIOS (não demorou mais que 5 minutos), espetei todos os HD's e periféricos nas USB, resetei a máquina e deixei para ver se o BOOT seria feito com perfeição e BINGO.

Fiz mais um reset e entrei no setup para dar uma olhada geral e percebi duas coisas:

A tela do setup da BIOS foi totalmente modificada, pois enquanto a original é preta e branca, essa nova é totalmente colorida, com fontes bem desenhadas que não lembram muito o DOS, como é comum em telas de BIOS e também percebi várias novas opções nas abas, que não existem na original e isso parece representar que a nova BIOS trouxe novas alternativas de configuração, mas ainda não explorei isso.

Com relação ao controle remoto ainda não testei, pois também há um driver novo para ele que ainda não instalei.

Para mim, só o fato de o boot automático ter sido resolvido já valeu muito o suor frio que senti na hora da atualização. :D

Denon E300 | Sony 46W955A | Cinebox Fantasia Duo | NUC 7i7BNH | Global Caché CG1006 | iPad Mini
Win10/64 Pro | EmbyServer | Kodi 19/64 Ace2 | iRule
Humax HGB10R-02 | Greatek WR2500HP | DLink DIR100 | Net Vírtua 120MB | Hdmi BJC F1 1.4
Responder
#3
Sinal Aviso 
Alguém conseguiu desligar o Nano através do controle remoto, ou apenas suspender ou hibernar?

Ja tentei diversas combinações na BIOS e nada de conseguir realmente desligar o equipamento. E ele liga pelo controle quando foi desligado pelo windows.
Responder
#4
Sinal Aviso 
Tenho o AD-10 com Windows 8 e XBMC.
Não uso teclado nem mouse, porque controlo tudo pelo iRule enviando comandos eventghost. Tudo funciona muito bem.
Quando aperto o botão superior esquerdo do controle remoto (hibernar) ou este botão copiado no iRule, ele hiberna legal.
Mas quando aperto o botão superior direito do controle remoto (acordar) ele liga, mas o W8 fica mostrando uma tela da Microsoft com o contorno de algumas montanhas e a silhueta de uma torre. Na parte inferior esquerda tem um relógio e a data.
Só consigo passar desta tela se conectar um mouse e clicar. Fazendo assim ele abre a tela normal e em seguida o XBMC.
Se eu desligar o AD-10 ao invés de hibernar, quando ligo, ele passa por todas as telas e abre o XBMC normalmente.
Como normalmente não uso teclado e nem mouse, não estou podendo hibernar o AD-10 que é o que desejo.
Alguma ajuda?
Marcos
Responder
#5
Sinal Aviso 
(12/01/2013, 15:08)Walterrg Escreveu: Alguém conseguiu desligar o Nano através do controle remoto, ou apenas suspender ou hibernar?

Ja tentei diversas combinações na BIOS e nada de conseguir realmente desligar o equipamento. E ele liga pelo controle quando foi desligado pelo windows.

Walter, o que você diz com 'desligar'?
O Nano nunca desliga-se ao ponto de apagar, como ocorre ao ser retirada da tomada. O desligar do nano equivale a manter o led vermelho aceso, aguardando o sinal do controle remoto para religar. Na verdade ele está desligado, assim como ocorre com vários outros equipamentos, como alguns televisores.
Eu o desligo usando o próprio xbmc, SAIR, DESLIGAR, que na verdade desliga o Windows e automaticamente o nano.
O religue é feito pelo controle remoto.

(12/06/2013, 10:01)marcosreg Escreveu: Tenho o AD-10 com Windows 8 e XBMC.
Não uso teclado nem mouse, porque controlo tudo pelo iRule enviando comandos eventghost. Tudo funciona muito bem.
Quando aperto o botão superior esquerdo do controle remoto (hibernar) ou este botão copiado no iRule, ele hiberna legal.
Mas quando aperto o botão superior direito do controle remoto (acordar) ele liga, mas o W8 fica mostrando uma tela da Microsoft com o contorno de algumas montanhas e a silhueta de uma torre. Na parte inferior esquerda tem um relógio e a data.
Só consigo passar desta tela se conectar um mouse e clicar. Fazendo assim ele abre a tela normal e em seguida o XBMC.
Se eu desligar o AD-10 ao invés de hibernar, quando ligo, ele passa por todas as telas e abre o XBMC normalmente.
Como normalmente não uso teclado e nem mouse, não estou podendo hibernar o AD-10 que é o que desejo.
Alguma ajuda?
Marcos
Aqui uso o controle remoto do próprio Nano ou o controle remoto Amulet Voice e com ambos consigo desligar e religar o Nano sem problema. Usando o Android como controle remoto, o desligue ocorre também, mas não o religar.
Denon E300 | Sony 46W955A | Cinebox Fantasia Duo | NUC 7i7BNH | Global Caché CG1006 | iPad Mini
Win10/64 Pro | EmbyServer | Kodi 19/64 Ace2 | iRule
Humax HGB10R-02 | Greatek WR2500HP | DLink DIR100 | Net Vírtua 120MB | Hdmi BJC F1 1.4
Responder
#6
Sinal Aviso 
(12/06/2013, 13:51)Gato Guga Escreveu:
(12/01/2013, 15:08)Walterrg Escreveu: Alguém conseguiu desligar o Nano através do controle remoto, ou apenas suspender ou hibernar?

Ja tentei diversas combinações na BIOS e nada de conseguir realmente desligar o equipamento. E ele liga pelo controle quando foi desligado pelo windows.

Walter, o que você diz com 'desligar'?
O Nano nunca desliga-se ao ponto de apagar, como ocorre ao ser retirada da tomada. O desligar do nano equivale a manter o led vermelho aceso, aguardando o sinal do controle remoto para religar. Na verdade ele está desligado, assim como ocorre com vários outros equipamentos, como alguns televisores.
Eu o desligo usando o próprio xbmc, SAIR, DESLIGAR, que na verdade desliga o Windows e automaticamente o nano.
O religue é feito pelo controle remoto.

(12/06/2013, 10:01)marcosreg Escreveu: Tenho o AD-10 com Windows 8 e XBMC.
Não uso teclado nem mouse, porque controlo tudo pelo iRule enviando comandos eventghost. Tudo funciona muito bem.
Quando aperto o botão superior esquerdo do controle remoto (hibernar) ou este botão copiado no iRule, ele hiberna legal.
Mas quando aperto o botão superior direito do controle remoto (acordar) ele liga, mas o W8 fica mostrando uma tela da Microsoft com o contorno de algumas montanhas e a silhueta de uma torre. Na parte inferior esquerda tem um relógio e a data.
Só consigo passar desta tela se conectar um mouse e clicar. Fazendo assim ele abre a tela normal e em seguida o XBMC.
Se eu desligar o AD-10 ao invés de hibernar, quando ligo, ele passa por todas as telas e abre o XBMC normalmente.
Como normalmente não uso teclado e nem mouse, não estou podendo hibernar o AD-10 que é o que desejo.
Alguma ajuda?
Marcos
Aqui uso o controle remoto do próprio Nano ou o controle remoto Amulet Voice e com ambos consigo desligar e religar o Nano sem problema. Usando o Android como controle remoto, o desligue ocorre também, mas não o religar.

Carlão, o que eu quer dizer com "desligar" é exatamente isto que você descreveu. É evidente que eu sei que quando se desliga um pc ele fica em stand-by se não for removido da tomada.

O meu problema é que, usando o controle do nano, ele não desliga o pc e sim assume uma das duas condições permitidas pelo windows e pela bios, ou seja, hibernar ou suspender. A diferença entre as duas é que em uma delas o círculo verde fica piscando (acho que é na suspenção), na outra (assumindo que seja a hibernação), o pc parece que está desligado, apenas com o led piloto ficando vermelho e sem nenhuma atividade na iluminação do círculo verde. A diferença deste estado para o desligamento normal, é que o windows fica carregado na memória (ou no hd, realmente não me recordo e estou sem tempo de ver isso agora), sendo retomado ao iniciar o pc exatamente do ponto em que estava, e não realmente reiniciado. Verifique se no seu, na tela de boas vindas a mensagem é "aguarde, o windows está sendo reiniciado" ou algo semelhante.
Responder
#7
Sinal Aviso 
Citação:Aqui uso o controle remoto do próprio Nano ou o controle remoto Amulet Voice e com ambos consigo desligar e religar o Nano sem problema. Usando o Android como controle remoto, o desligue ocorre também, mas não o religar.
Oi @"Gato Guga",
Vou tentar explicar melhor o que está acontecendo;
Usando o controle remoto do AD-10 eu mando ele hibernar. Em questão de 3 segundos o LED frontal verde passa para vermelho.
Quando dou o comando de acordar com o controle remoto, o LED passa para verde e o Windows sobe, mas não chega até a tela do XBMC. Ele fica parado em uma tela de bloqueio do W8.
Descobri estas instruções para inibir essa tela;
http://www.gameextremo.com/2013/01/como-...io-do.html
Vou tentar hoje a noite.
Obrigado por enquanto.
Marcos
Responder
#8
Sinal Aviso 
(12/06/2013, 18:17)marcosreg Escreveu:
Citação:Aqui uso o controle remoto do próprio Nano ou o controle remoto Amulet Voice e com ambos consigo desligar e religar o Nano sem problema. Usando o Android como controle remoto, o desligue ocorre também, mas não o religar.
Oi @"Gato Guga",
Vou tentar explicar melhor o que está acontecendo;
Usando o controle remoto do AD-10 eu mando ele hibernar. Em questão de 3 segundos o LED frontal verde passa para vermelho.
Quando dou o comando de acordar com o controle remoto, o LED passa para verde e o Windows sobe, mas não chega até a tela do XBMC. Ele fica parado em uma tela de bloqueio do W8.
Descobri estas instruções para inibir essa tela;
http://www.gameextremo.com/2013/01/como-...io-do.html
Vou tentar hoje a noite.
Obrigado por enquanto.
Marcos

Ah, agora entendi sim. Não atentei que você usa o W8 no Nano, o qual tem a tela de bloqueio mesmo.
Aqui, no Nano, uso o W7 e não deixei o xbmc no Inicializar. Optei por ligar o xbmc apertando a tecla própria no controle do Nano ou Amulet.
Denon E300 | Sony 46W955A | Cinebox Fantasia Duo | NUC 7i7BNH | Global Caché CG1006 | iPad Mini
Win10/64 Pro | EmbyServer | Kodi 19/64 Ace2 | iRule
Humax HGB10R-02 | Greatek WR2500HP | DLink DIR100 | Net Vírtua 120MB | Hdmi BJC F1 1.4
Responder
#9
Sinal Aviso 
(12/06/2013, 18:17)marcosreg Escreveu: Descobri estas instruções para inibir essa tela;
http://www.gameextremo.com/2013/01/como-...io-do.html
Vou tentar hoje a noite.
Obrigado por enquanto.
Marcos

Funcionou legal, agora aquela tela não aparece mais, e o micro ao ligar vai direto.
Obrigado pela ajuda.
Marcos
Responder
#10
Comprei o meu Nano AD10 (usado mas perfeito) e estou mexendo nele a 02 dias sem ter ainda conseguido faze-lo funcionar a contento.
Instalei 3 versões do windows 7 (Win7 Ultimate 64 bits e 32 bits e Home Premium 64 bits) e todos com o mesmo problema.
Não dá para usar nada que fica tudo travando, video nem em 720 tem como assistir.
A versão do meu AD10 é o plus que já vem com HD e 2G RAM. Tirei pente de 2G Samsung e coloquei outro pente de 4G kingston-1333 mas também não fez diferença.
Tirei um prt-screen do monitor de recursos quando tentei asssitir um clipe da Lana Del Rey (Blue Jeans) em 720p :
[Imagem: 106x3l4.png]
Aqui está o problema : CPU batendo 100% !! Mesmo quando não estou rodando nada ela fica oscilando entre 40% a 60% !!!
Ele está com os últimos drivers que peguei na Zotac (http://www.zotac.com/support/download.html). O AMD Vision Engine Control Center mostrou o report sem erros. Rodei O CPU-Z e também mostra como se tudo estivesse normal. Temperatura da CPU não passa de 58 C.

Alguém tem alguma idéia do que eu posso fazer ?

Retificando o meu post anterior : sem nada rodando a CPU fica normal (em torno de 5% de ocupação). Quando eu abro o google chrome com uma página qualquer (UOL, por exemplo) é que a ocupação dá uns picos em 100% quando está carregando e depois fica oscilando em torno dos 40%, mesmo sem eu cliecar em nada. O Video que citei no post anterior (Lana Del Rey) eu estava assistindo (tentando!) no You Tube usando o Chrome.
Por fim esqueci de mencionar que também já atualizei a Bios.
:riodelagrima:questionar
Responder
#11
Amigo, primeiro, saiba que fez uma ótima aquisição, e só cito ótimo e não excelente, porque já temos o AD12 que supera em muito o AD10 em questão de processamento.
O seu caso porém é o primeiro que vejo isso de consumo exagerado da CPU e o mais comum seria dizer que há um problema de hardware ai.
O Nano foi concebido para ser mediaplayer e pc eventual, então isso de usar ele como pc normal não é a melhor coisa a fazer.
Na tentativa de ajudar você, eu gostaria de sugerir e ao final você constatar se normalizou:

1. desinstalar tudo que seja programa, tudo, e deixar apenas e tão somente:
- antivirus, aqui uso Avast
- windows 7, aqui uso 64 bit
- xbmc gotham custom

2. substituir a memória para esse pente de 4GB que possui

Se acaso decidir seguir isso, favor voltar aqui e tentaremos resolver isso, pois se não for defeito de hardware, é muito possível que encontremos a solução.

Quando digo desinstalar tudo é tudo mesmo, até browser.
Denon E300 | Sony 46W955A | Cinebox Fantasia Duo | NUC 7i7BNH | Global Caché CG1006 | iPad Mini
Win10/64 Pro | EmbyServer | Kodi 19/64 Ace2 | iRule
Humax HGB10R-02 | Greatek WR2500HP | DLink DIR100 | Net Vírtua 120MB | Hdmi BJC F1 1.4
Responder
#12
Olá Carlos, obrigado por responder.

Eu havia decidido montar um HTPC e a escolha pelo modelo Nano AD10 foi após eu ler o review no seu blog (excelente review por sinal) :ok

Assim que eu recebi o zbox fiz os testes com o SO que estava nele (win7 Home 32 bits), mas só coisas básicas : ligar, rodar um browser, ver o painel de controle, etc. Como estava tudo funcionando então parti para formatar o mesmo e tentar deixar aproximadamente como o seu review (exceto o SSD). Troquei a RAM para 4GB e depois instalei o win7 ultimate 64 bits (formatando e começando do zero) e os drivers do site da Zotac. Depois disso só instalei o Google Chrome e o XBMC.
Os demais testes que fiz é o que postei anteriormente. Acho realmente estranho que qualquer operação ocupe tanto assim da CPU. Já tinha visto isso com vírus e com drivers dando conflito, mas não com instalação começada do zero. :questionar
Responder
#13
Tentando resolver o problema de velocidade do meu AD-10 na apresentação das capas dos filmes no XBMC, formatei o disco e fiz uma nova instalação com o W7.
Instalei todos os drivers obtidos no site da Zotac.
A velocidade melhorou bastante mas sobraram dois problemas:
1-o sensor interno de IR não funciona, só o sensor USB que acompanha o aparelho;
2-quando desligo pressionando o botão do painel, ou coloco em hibernação via o controle remoto, o AD-10 não liga. Somente se eu desconectar a fonte e liga-la novamente.
Alguém já experimentou problemas semelhantes?
Marcos
Responder
#14
Marcos, provavelmente a solução para os dois problemas está na configuração da bios. Você já deu uma olhada nas opções dela?
Responder


Possíveis Tópicos Relacionados...
Tópico Autor Respostas Visualizações Última Postagem
Sinal Aviso Tutorial Otimizando seu Nano AD10 para a melhor experiência possível usando XBMCbuntu samukets 0 6.798 13/03/2014, 15:40
Última Postagem: samukets



Usuários visualizando este tópico: 1 Visitante(s)
Kodi Site | Kodi Forum | Kodi Wiki | Kodi Trac System | Kodi Downloads

MEDIA Brazil is not connected to or in any other way affiliated with KODI®, Team KODI®, or the XBMC Foundation®. Furthermore, any software, addons, or products offered by MEDIA Brazil Forum will receive no support in official KODI® channels, including the KODI forums and various social networks.
MEDIA Brasil não está conectado de nenhuma maneira com KODI®, nem com o Time de desenvolvedores do KODI®, ou mesmo com XBMC Foundation®. Além disto, qualquer programa, addons, ou produtos fornecidos pelo MEDIA Brasil, não irá receber suporte nos canais oficiais do KODI, incluindo fórum Kodi.tv e redes sociais.
LiveZilla Live Chat Software